terça-feira, 21 de dezembro de 2010

2011 REPLETO DE BONS DIAS CERCADO POR BOAS PESSOAS MUITAS BOAS IDÉIAS E BONS PROPÓSITOS

video

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

A cena pode ser grotesca, mas indica a falta de certezas do 
que faça uma pessoa viver mais de 100 anos.


Super-idosos um grupo especial


por João Mariano Sepúlveda (cardiogeriatra)

O que está acontecendo na gerontologia chama a atenção de autoridades e especialistas! A formação de uma nova e “superior” casta dos que transcendem a terceira idade e desafiam os limites da longevidade! Pessoas que ultrapassam a terceira idade hígidas, sem maiores doenças, e adentram sem medo à oitava ou nona década de vida com redobrada motivação!

Devido ao surto de vida nesta fase, que deveria ser terminal, pesquisadores atentos já começam a especular os motivos que possam ajudar tal fato! O que levaria à tamanha insubordinação da natureza humana!?!

Dados do censo de 2010 referem que 22,7 milhões de brasileiros têm 60 ou mais anos! Mas para atingir idades mais avançadas, existem alguns consensos!

A primeira é que longevidade é uma conquista multidisciplinar! Para os que ainda não acordaram para seus cuidados nunca é tarde para começar a prevenir e manter sua saúde! Devemos usar de disciplina; nada adianta fazer bastante atividade física e deixar o estresse tomar conta! Ou ainda viver em dieta, mas cultivar o sedentarismo, os bons hábitos se potencializam numa conspiração para aumentar, primeiro a qualidade e posteriormente a quantidade de vida! 

A evolução do aparato médico, com a modernidade de métodos diagnósticos e aumento progressivo do acesso aos melhores serviços e profissionais, alem é claro, da conscientização por parte dos pacientes, no investimento em prevenção em saúde, tem sido um marco na progressão da longevidade e no surgimento de um numero cada vez maior dos super-idosos!

Relaxamento, ioga, auto-ajuda e auto-conhecimento, gerenciamento contínuo do estresse e do emocional, convivência e cultivo de relações pessoais estáveis, contínuas e profícuas. Conviver faz bem!

Prática de atividades físicas supervisionadas, progressivas, tanto aeróbicas e também, exercícios resistidos, para, tentar manter a massa muscular ou até mesmo aumentá-la! Não sabemos quem nasceu primeiro, se o ovo ou a galinha, mas associamos no idoso a perda de massa muscular, a perda de massa encefálica! Vice-versa, aumente a massa muscular, estabiliza-se a perda de massa encefálica!

Finalmente a alimentação, equilibrada, parca, rica em produtos frescos próximos e saudáveis, com utilização moderada de bebidas, ricas em polifenóis, como vinhos, chás, café, alimentos ricos em ácidos omega, como salmão sardinhas! Frutas coloridas, assim como os vegetais! 

Estudos recentes nos cidadãos mais longevos, que levam em conta não só a quantidade, mas também e principalmente a qualidade de vida, tem demonstrado duas novas áreas de pesquisa no processo do super viver! A saber:

Estudo dos telomeros, que são as extremidades dos cromossomos, e se reduzem a medida que as células se dividem! Progressivamente, esta perda sacrifica os genes, interferindo na vitalidade e função das células filhas, provocando o envelhecimento!

Estudo das mitocôndrias, motores energéticos das células, pois, transformam alimentos em força, e reservas de energia, mostram que quando elas adoecem como indivíduo, reduzem a vitalidade de seu grupo! Conforme envelhecemos nossas mitocôndrias, tornam-se defeituosas, reduzindo nossa força e resistência! Talvez o envelhecimento também seja uma doença mitocondrial!

Estudos recentes com as medusas, caravelas, águas-viva, tem tentado mostrar a perfeição mitocondrial destes seres, pois, elas só morrem se forem comidas, ou mortas por outros, caso contrario, elas vivem eternamente, sem limite de tempo, o estudo de sua biologia permitirá aumentar a compreensão analógica do envelhecimento humano! 

Prepare-se! Invista e insista, pois você poderá tornar-se no futuro, parte desta nova elite dos super-idosos, e não aceite limites, o biológico estabelece a marca de 120 anos, como limite máximo! Mas limites, existem para serem superados! 

fonte: Tribuna do Norte, 12.12.10

sábado, 11 de dezembro de 2010

CONHEÇA A REVISTA NEOMONDO DE DEZEMBRO DE 2010



Conheça e acesse as outras matérias da NEOMONDO em www.neomondo.org.br
Instituto Ame Suas Rugas é parceiro desde 2009.
Em breve, TV e Rádio Neomondo.
Um olhar consciente sobre o mundo

AME TODAS AS SUAS IDADES É NOTÍCIA

Evento de Jaraguá do Sul foi organizado pela Comissão da Mulher da OAB.
Ao centro a advogada Silvana, responsável pelo convite!

Entidades apoiam o Instituto na divulgação do livro!

Fátima Venutti e Rosane Martins e Fabiana Medeiros, do Instituto, realizaram 
palestras na Unisul/Tubarão e depois seguiram para autógrafos no Farol Shopping

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

REVISTA ESPAÑOLA DE GERIATRIA Y GERONTOLOGIA volume 45 numero 6

 
La primera vacuna española contra el Alzheimer comenzará sus ensayos en humanos en 2011
El fármaco consigue frenar la aparición de nuevas placas en el cerebro, responsables de deteriorar la capacidad cognitiva del paciente.
Un análisis de sangre podría facilitar la detección precoz del Alzheimer
Un examen de proteínas, combinado con información clínica de los pacientes, permite predecir las posibilidades de desarrollar la enfermedad.
La vitamina B podría ayudar a frenar la demencia en personas mayores
El consumo de altas dosis de esta vitamina demora el avance del deterioro cognitivo leve, un importante factor de riesgo en la enfermedad de Alzheimer, según un estudio de la Universidad de Oxford.

 Otras noticias

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

VALORIZAÇÃO DA PESSOA IDOSA

video

Campanha deflagrada em Minas Gerais é pertinente, sensível e pode ser replicada em todo o País. A sensibilidade na produção do vídeo merece destaque. O Instituto parabeniza a equipe!

ENVELHECIMENTO DA PESSOA IDOSA

A presidente do Instituto Ame Suas Rugas, Rosane Magaly Martins, participou da Oficina de Formação para Tutores em Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa, organizado e realizado pela Fundação Fiocruz/ENSP/EAD, na cidade do Rio de Janeiro. 


De 29 de novembro até o dia 04 de dezembro as maiores autoridades em envelhecimento estiveram no Hotel São Francisco, onde foram centralizadas todas as atividades, e os 51 selecionados para a oficina aproveitaram as dinâmicas, sínteses e orientações. 


O Curso Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa pretende formar, através da Educação à Distância,  1.500 pessoas que selecionadas nas Equipes de Saúde da Família das regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste, no curso com duração prevista de nove meses.


A coordenação geral é da professora Angela Maria Castilho Coimbra, coordenação executiva de Ana Paula Abreu Borges, tendo como assessoras pedagógicas Marisa Teixeira Silva, Sheila Torres Nunes e a querida Valéria da Silva Fonseca. 


Grupo 3 reuniu diversos professores e profissionais do Brasil

Professor José com Maristela (à esquerda) orientando atividades

Professores José, Ligia Py e Sara Nidri Goldman numa parada para o flash!

Rosane Martins realizou duas atividades de acolhimento.


quarta-feira, 24 de novembro de 2010

BLOQUEIE A TIM

BLOQUEIE A TIM

O Instituto Ame Suas Rugas repudia a campanha veiculada pela TIM - BLOQUEIA VÉIO, que discrimina pessoas idosas. Confira o vídeo e caso vá comprar um novo celular, não adquira aparelhos nem planos da TIM.


BLOQUEIE TIM!!!!!

http://www.youtube.com/watch?v=qrgB8WFeeuQ&feature=player_embedded

Lamentável!
Digno de repúdio!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

LEI AMPLIARÁ IDADE PARA CASAMENTO COM
SEPARAÇÃO OBRIGATÓRIA DE BENS
 
18/11/2010 | Fonte: Jornal Estado de Minas
O Senado aprovou ontem o projeto de lei que aumenta de 60 para 70 anos a idade a partir da qual o cônjuge é obrigado a se casar em regime de separação de bens. O texto segue para sanção do presidente da República. O Código Civil determina que, quando um dos cônjuges tem mais de 60 anos, o casamento deve ocorrer segundo o Regime de Separação de Bens.

Para a autora do projeto, deputada federal Solange Amaral (DEM-RJ), no entanto, a idade na legislação está defasada em relação à expectativa de vida do brasileiro. "Em decorrência dos avanços da ciência e da engenharia médica, que implicou profundas transformações no campo da medicina e da genética, o ser humano passou a desfrutar de uma nova e melhor condição de vida, resultando em uma maior longevidade", afirma a deputada, na justificativa do projeto.

EXPECTATIVA DE VIDA
No Senado, o relator da proposta foi Valdir Raupp (PMDB-RO). O senador afirmou, no relatório, que o projeto "tem por objetivo adequar a legislação aos avanços da medicina prestando observância, desse modo, ao aumento da expectativa média de vida do brasileiro, com manutenção da higidez física e mental, mesmo com idade superior a 70 anos".

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

LANÇAMENTO DO LIVRO 
AME TODAS AS SUAS IDADES 
NA CATARINENSE DO SHOPPING BEIRA MAR
FLORIANÓPOLIS

A palestra e autógrafos do livro aconteceram dia 16 de novembro, às 19h30min.
Dia 18, 16 horas, palestra e lançamento na Fundação Cultural Badesc.





terça-feira, 16 de novembro de 2010


AME TODAS AS SUAS IDADES
LANÇADO NA BARCA DOS LIVROS
Florianópolis em 13/11/2010



Sábado, dia 13 de novembro, o livro foi lançado oficialmente na Barca dos Livros, na Lagoa da Conceição. A conversa sobre envelhecimento e sexualidade se estendeu até o início da noite. O Instituto fez a doação formal do audio livro AME SUAS RUGAS APROVEITE O MOMENTO (lançado na Bienal do Livro de SP) e dos livros AME SUAS RUGAS POIS HÁ MUITO POR VIVER (2009) e AME TODAS AS SUAS IDADES (2010). 

Leitores da BARCA poderão ter acesso às informações sobre qualidade de vida e envelhecimento.
14 de novembro de 2010 | N° 8990AlertaVoltar para a edição de hoje

COMPORTAMENTO

A arte de envelhecer

- Rugas mostram a essência da vida

Como viver e conviver bem com a maturidade e o envelhecimento, tanto o nosso próprio quanto o dos outros? Esta é a pergunta-chave que alguns dos maiores pesquisadores da Gerontologia e Geriatria da América Latina respondem no livro Ame todas as suas idades, que está sendo lançado este mês. Sessões de autógrafos, em diferentes cidades catarinenses, estão agendadas para os próximos dias (veja box ao lado).

Para cada 100 jovens em Santa Catarina, há 34 idosos. E a expectativa é que este número cresça cada vez mais.

– Envelhecer pode ser uma arte ou uma tragédia, depende muito do ponto de vista que analisarmos a nossa própria vida e suas conjunturas – diz Rosane Magaly Martins, presidente da ONG Ame Suas Rugas, idealizadora do livro.

Os 13 especialistas que assinam a obra são enfáticos: o idoso precisa, tem o direito e o dever de viver este momento de sua vida em toda plenitude.

– Precisamos aprender a viver com 10, 20, 40, 80 ou 100 anos. Precisamos entender que envelhecer é uma tarefa de vida e que deve ser assumida como tal – ressalta Rosane.

Pós-graduada em Gerontologia, a especialista diz que o idoso precisa ser visto com um novo olhar, como um ser ativo, com opinião própria, com potencial de consumo, com atitude, com histórico e com todas as rugas que a vida encravou em seus rostos.

– Rugas que demonstram muito mais do que um envelhecimento biológico. Mostram a essência de vida de cada um de nós.

AGENDA
-  Dia 16, 19h. Livraria Catarinense – Shopping Beiramar, Florianópolis
-  Dia 18, 16h. Fundação Cultural Badesc (Rua Visconde de Ouro Preto, 216), em Florianópolis
- Dia 22, 19h. Sede da OAB – Jaraguá do Sul
- Dia 25, 15h. Auditório da Unisul – Tubarão.

* Em todos os eventos, haverá também palestra sobre envelhecimento Informações no site www.amesuasrugas.org

sábado, 6 de novembro de 2010

Justiça determina que Sul América Seguros
forneça tratamento domiciliar à idosa

A Sul América Seguro Saúde S/A foi condenada a fornecer o tratamento home care (tratamento domiciliar) à idosa M.B.A.. A decisão teve como relator o desembargador Rômulo Moreira de Deus e foi proferida nessa quarta-feira (03/11) durante sessão extraordinária da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE).

Consta nos autos que a idosa é usuária do plano de saúde desde 2004. Vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) de tálamo, solicitou à Sul América o atendimento domiciliar, que lhe foi negado. O Juízo de 1º Grau, em sede de Ação de Obrigação de Fazer, determinou o fornecimento do serviço.

Inconformada, a Sul América interpôs agravo de instrumento (nº 26618-28.2009.8.06.000/0) com pedido de efeito suspensivo. A empresa alegou que no contrato da idosa não estão previstos os requisitos necessários para a prestação do serviço.

Ao julgar o recurso, o relator do processo destacou que o plano de saúde não tem o poder de determinar o melhor tratamento para os pacientes. "A recomendação do médico que assiste a paciente deve ser tomada como parâmetro para o tratamento, pois somente é dado ao profissional médico o conhecimento das necessidades de sua paciente, a forma e o local mais adequados para administração do tratamento recomendado".

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Ceará

sexta-feira, 5 de novembro de 2010


Morre a mulher mais velha do mundo, aos 114 anos de idade

A supercentenária Eugénie Blanchard morreu na última quarta-feira, aos 114 anos. Foto: AFP
A supercentenária Eugénie Blanchard morreu na última quarta-feira, aos 114 anos
Foto: AFP

A mulher mais velha do mundo, Eugénie Blanchard, uma religiosa francesa de 114 anos, morreu na noite da última quarta-feira no hospital de Bruyn de Saint-Barthélémy, nas Antilhas francesas, onde vivia há 20 anos.
Eugénie morava em uma clínica em Gustavia, na ilha francesa de Saint-Barthélemy. A ex-freira herdou o título da japonesa Kama Chinen, de 114 anos, que morreu em 2 de maio deste ano.
O "título" de pessoa mais velha do mundo é certificado pelo Grupo de Estudos de Gerontologia dos EUA.
O centro de gerontologia afirma que existem 75 pessoas com mais de 110 anos no mundo. Vários deles vivem no Japão, principalmente na região de Okinawa.
(fonte: www.terra.com.br em 05/11/2010)

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

SBGG preside o Conselho Nacional do Direito do Idoso

Em eleição ocorrida em 28/10/2010, a Dra. Karla Giacomin -- na qualidade de representante titular da SBGG no Conselho Nacional do Direito do Idoso (CNDI) --  foi eleita Presidente desse Conselho no biênio 2010-2012! Como suplente, foi eleita aDra. Eliane Blessmann, Presidente do  Departamento de Gerontologia da SBGG. Esse mandato formaliza o reconhecimento das entidades que compõem o CNDI à contribuição prestada pela SBGG desde os primórdios desse Conselho, em 2002. Espera-se que a nova diretoria contribua para a construção de uma sociedade justa e inclusiva em relação aos idosos! 

Fonte:  

domingo, 31 de outubro de 2010


ENVELHECIMENTO HUMANO PODE REDUZIR 
DIREITOS E AUMENTAR TEMPO DE TRABALHO

A secretária de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Lena Peres, e o embaixador Ruy Casaes, chefe da missão diplomática do Brasil na Organização dos Estados Americanos (OEA), propuseram dia 28/10, em reunião em Washington (EUA), que o continente americano tenha uma convenção para proteger os direitos dos idosos, principalmente quanto à saúde, habitação, ao trabalho e à renda.
 
A proposta, a ser encaminhada durante uma apresentação sobre o envelhecimento da população da América, é um desdobramento da Reunião de Altas Autoridades de Direitos Humanos e Chancelarias do Mercosul e Estados Associados (RaaDH), ocorrida em Brasília na semana passada.
 
“Se não olharmos hoje para essa questão, no futuro não vamos ter como construir políticas públicas para a população que está envelhecendo”, avaliou Lena Peres. Ela disse ainda que, para os brasileiros, “a adoção da convenção pouco mudará a realidade, uma vez que o país já tem o Estatuto do Idoso”.
 
Há algum tempo, o Brasil, juntamente com a Argentina, o Chile, Paraguai e Uruguai, tem pedido na Organização das Nações Unidas (ONU) que se adote uma convenção internacional para os idosos, informa Alexandre Kalache, consultor sobre terceira idade da Secretaria de Direitos Humanos.
 
Segundo ele, há resistências por parte dos países mais desenvolvidos quanto à adoção da convenção. “Existe um termo em inglês, ageism, assim como racism, que descreve a descriminação e o preconceito por causa da idade naqueles países”, afirma. De acordo com o consultor, como nos países desenvolvidos há uma grande população idosa, o acesso a serviço e benefícios é cada vez mais limitado por questões fiscais.
 
A população da América Latina envelhece mais rápido, alerta Kalache. “A França passou de 7% para 14% a proporção de idosos em 115 anos (de 1865 a 1980). O Brasil está dobrando os 11% de hoje para 22% em 17 anos”, exemplificou. Segundo ele, as razões do envelhecimento têm a ver com a queda da mortalidade infantil, com o aumento da expectativa de vida e com a queda da taxa de fecundidade das mulheres.
 
Como já ocorre nos países desenvolvidos, o envelhecimento poderá forçar mudanças na aposentadoria. Para Lúcia Cunha, responsável no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) pelos estudos de envelhecimento, este é o momento para planejar mudanças no sistema de aposentadoria. “Nos próximos 20 ou 30 anos, estaremos com o perfil ideal: mais pessoas trabalhando do que inativos (aposentados ou crianças). Olhando a Europa, que está com problemas, nós temos que nos preparar para daqui a 20 anos”, aconselhou.
 
Para Lúcia Cunha, é possível que no futuro tenha que ser ampliado o tempo de atividade no trabalho e postergada a aposentadoria. “Não vai ter gente para repor no mercado de trabalho”, previu. Caso isso ocorra, a idade considerada de idoso, hoje 60 anos (conforme o Estatuto do Idoso), poderá ser adiada.
 
O autor da lei que criou o estatuto (Lei 10.741/2003), senador Paulo Paim (PT-RS), descarta a possibilidade de mudança. “A situação aqui é uma e lá [na Europa] é outra”. Segundo Paim, “a arrecadação no Brasil é maior, mas o sistema é mais perverso”, disse, referindo-se aos baixos valores das aposentadorias e pensões.
 
Em sua opinião, o próximo governo deveria discutir uma forma de acabar com o fator previdenciário, usado para calcular a aposentadoria do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O fator estabelece a idade ao se aposentar considerando o tempo de contribuição do beneficiário e a expectativa de vida da população.

Na França proposta de mudanças no percentual de recolhimento previdenciário e da idade de aposentadoria (de 60 para 62 anos) provocou fortes manifestação populares. "No Brasil  instituições, entidades e as pessoas devem estar atentas para tais proposições, para que direitos duramente conquistados não sejam perdidos sem uma ampla discussão popular", avalia Rosane Magaly Martins, presidente do instituto Ame Suas Rugas.